Blog Simplic

11 Maio 2018

Como renegociar minhas dívidas?

Estar com o nome negativado é uma situação que muitos brasileiros enfrentam ou já enfrentaram algum dia. Em alguns casos, o valor é tão alto que muita gente não sabe nem por onde começar para conseguir limpar o nome. Pensando nessa situação delicada em que muitos se encontram, separamos algumas dicas para você optar pela renegociação da sua dívida e obter vantagens no processo.

3 dicas para renegociar dívidas

O primeiro passo ao pensar na negociação da sua dívida é listar o que você deve em cartões de crédito, cheque especial, carnês, boletos, empréstimos e financiamento. Elabore uma lista com tudo o que entra e sai da sua conta bancária todo mês. Não esqueça de incluir os cortes que podem ser feitos no seu orçamento familiar. Após ter todos esses dados em mãos, você poderá seguir as etapas abaixo para efetivar a sua renegociação.

  1. Escolha a dívida certa para renegociar
    Caso esteja enrolado em outras situações, como cartão de crédito e cheque especial, tente optar pela dívida que gera mais juros. Em nosso exemplo, seria melhor escolher eliminar o problema no cartão de crédito primeiro. Caso esteja devendo muito, priorize a renegociação desse tipo de dívida em relação às outras.
  2. Não caia na armadilha de vendas casadas
    Nem todas as empresas agem com transparência na hora da negociação. Algumas fazem a venda casada, aproveitando que um cliente está procurando a chance de limpar seu nome. Outras podem oferecer contratações de outro produto, como seguro da dívida ou título de capitalização. Em alguns casos, colocam essa circunstância como uma condição para realizar a renegociação. Não aceite, já que a venda casada é crime e você ainda pode denunciar a instituição que está oferecendo a proposta.
  3. Evite um novo endividamento
    Faça uma revisão no seu orçamento. Uma excelente dica é criar uma planilha financeira e manter atualizada. Ela vai ajudar você a evitar gastos fora do seu orçamento. Procure equilibrar as despesas, cortando os excessos. Fique de olho quando entrar seu 13º ou rescisão, são valores que você gasta e não percebe. Utilize-o para quitar dívidas atuais.
  4. Com essas informações, você poderá iniciar o mês com uma nova perspectiva de vida. Os incômodos melhoram e as preocupações com o seu nome sujo têm solução. Após o pagamento de todo o valor, procure não entrar em novas dívidas. Mesmo após a quitação, mantenha uma planilha de gastos, com receitas e despesas. O controle será mais efetivo e você evitará muita dor de cabeça. E não deixe de contar com a Simplic para resolver aquele problema financeiro ou situação inesperada de maneira rápida, segura e online. Conheça!

Simule seu empréstimo