Blog Simplic

atualizado em: 16 outubro 2018

Comece a reforma de seu dormitório pelo guarda-roupa: é muito mais econômico!

É muito prazeroso mudar a decoração da casa. O problema é que, com tantos gastos no dia a dia, nem sempre sobra muito dinheiro para fazer uma reforma em um ambiente, como o quarto, por exemplo.

Daí a solução é pensar em opções mais baratas, criativas e viáveis, como inserir móveis reformados nos ambientes.

Sabe aquela peça que foi transmitida de geração em geração até você? Que tal dar uma nova cara para ela e, ao mesmo tempo, mudar totalmente o seu quarto?

Sarah Rayala e Leandra Saldanha



Dentro de um dormitório, é possível a pessoa manter um guarda-roupa antigo, porém reformado – fazendo dele o ponto focal principal da decoração. Duvida do potencial desta ideia?

Saiba que há muitas boas possibilidades de renovar a beleza de peças como esta. Daremos algumas dicas de como deixar os armários parecendo novos – um dos jeitos mais econômicos de mudar o visual do seu quarto.

Adriana Fornazari

Reformando o guarda-roupa para a decoração do quarto

Um guarda-roupa antigo, bem reformado, dá um toque todo especial à decoração do dormitório. Diferente do que você possa estar pensando, ele não vai deixar o ambiente parecendo feio ou desatualizado.

Não importa se a peça tem um visual mais rústico ou descontraído, pois quando combinada com outros móveis, mais novos e modernos, vai parecer muito bonita.

Brunete Fraccaroli

Em alguns casos, as pessoas optam por manter o aspecto original das peças, sem modificar nem mesmo sua estrutura original. Esse pensamento faz muito mais sentido quando o desenho do móvel é muito peculiar e delicado. Então, nesse caso, se a peça for de madeira, talvez seja melhor pedir a ajuda de um profissional especializado, como um marceneiro, para realizar a reforma.

só1toque design e engenharia

Agora, se você tem habilidades manuais, está munido de ferramentas específicas e se sente com coragem para assumir sozinho a tarefa, é só colocar às mãos à massa!

A reforma de um guarda-roupa pode ser feita de várias formas diferentes. Talvez nem seja necessário modificar radicalmente a peça. Basta trocar um item aqui, pintar um pedaço ali que ficará tudo certo!

ACF Arquitetura

Pra começar, pode-se personalizar um armário apenas com tinta, inclusive acrescentando novas texturas – como ocorre na técnica da pátina. Use uma cor diferente, que vá combinar com o espaço no qual o móvel será inserido. Também é possível deixá-lo ainda mais diferente, na estampa de seu gosto. Detalhes decorativos podem ser feitos com washi tape, papel contact, papel de parede e adesivo laminado.

Espaço do Traço Arquitetura e Nicolle do Vale

Sobre encapar os móveis, uma coisa bem legal é que, com o avanço das tecnologias, é possível, hoje, mandar fazer figuras exclusivas. Muitas gráficas oferecem a possibilidade da pessoa levar o arquivo com a imagem que quiser e imprimir em papel adesivo.

Você pode, por exemplo, cobrir seu guarda-roupa com o seu personagem de desenho animado favorito ou com a fotografia de um momento especial em família.

Juliana Pippi e Leandra Saldanha

Se seu armário for muito antigo e tiver as portas danificadas, uma dica é cobrir com tecido combinando com a roupa de cama. Há também a possibilidade de você gastar um pouco mais de dinheiro e cobrir as folhas com placas de espelho, deixando a decoração do ambiente bem mais moderna. Ou ainda, se você nem tem roupeiro, só uma estante aberta, que tal esconder as prateleiras com uma cortina?

Jordana Gabrielli

Então, ficou animado com as ideias? Quer ainda mudar a cara do seu quarto? Já imaginou o quanto você pode poupar do seu orçamento apenas reaproveitando os móveis antigos? Topa reformar o seu guarda-roupa também? Confira, a seguir, alguns cuidados que se precisa ter neste momento.

Casa Aberta

Dicas para facilitar a reforma do guarda-roupa

Primeiro passo para reformar o guarda-roupa é desmontá-lo o máximo possível. Sim, para consertar bem suas imperfeições e depois aplicar o novo revestimento fica mais fácil quando com as partes estão separadas e apoiadas em uma superfície nivelada.

Qualquer buraquinho, rachadura ou outra imperfeição deve ser consertada com massa e depois lixada.

Gabriela Herde

Para remover as camadas antigas de tintas, de verniz ou cera pode-se tentar passar algum produto específico.

Mas, só lixando é que se consegue deixar a base pronta para receber novos revestimentos – faça isso até a superfície do móvel ficar fosca. Depois é preciso passar um pano por cima e fazer a limpeza de todos os resíduos de poeiras e gorduras remanescentes.

Se você vai pintar o guarda-roupa, é importante usar a tinta indicada para cobrir o material no qual o mesmo foi fabricado. Todas as peças metálicas emperradas devem ser lubrificadas com óleo e ajustadas para abrirem ou deslizarem melhor.

Se os puxadores – um detalhe estético precioso – estiverem muito estragados, é melhor substituí-los. E qualquer buraco de praga existente deve receber um jato de veneno.

Que achou dessa ideia de mudar o visual de seu quarto reformando o guarda-roupa? Experimente: mudando essa única peças, os efeitos no ambiente o efeito pode ser bem maior (e mais barato) do que você imagina!

Estas dicas para reformar o quarto sem gastar muito foram criadas pela equipe Viva Decora.

Simule seu empréstimo