Blog Simplic

28 fevereiro 2019

Quer economizar dinheiro? Confira 11 dicas essenciais

Como economizar dinheiro? Essa é uma pergunta que muitas pessoas se fazem. Afinal, mesmo tendo gastos diariamente, é importante tentar poupar um pouco e pensar no futuro. Nada mais complicado do que estar sempre preso às contas do mês – ou até mesmo às dívidas.

O ideal é que você esteja no controle do dinheiro. E economizar é uma forma de você assumir esse controle, pois você gasta apenas no que é realmente necessário e aprende a pesquisar melhor os preços antes de fazer uma compra.

Quer saber como economizar dinheiro? Confira 11 dicas que vão lhe ajudar a cumprir esse objetivo!

11 dicas para você economizar o seu dinheiro

Veja o que você pode fazer para gastar menos e conseguir economizar:

1 – Conheça seus ganhos e gastos

Para saber se seus gastos estão dentro do quanto você ganha, o ideal é listar tudo e ter controle de entradas e saídas de dinheiro.

Comprar algo que você deseja muito é bom, mas infelizmente não é possível ficar só gastando. Se você fizer isso, há o risco de criar uma enorme bola de neve de dívidas. O ideal, então, é conhecer bem seus ganhos e gastos – fixos e extras.

E como você pode fazer isso? Simples, crie uma planilha e anote tudo. O que entra e o que sai da sua conta bancária. Talvez você não receba apenas o salário, mas tenha outras fontes de ganhos e elas são importantes também.

Seja o mais detalhista possível na hora de listar o que você recebe e o que você gasta. O ideal é ter uma planilha secundária listando em detalhes o que você comprou no débito e no crédito e no “orçamento geral” anotar apenas o total de gastos em débito ou dinheiro e a fatura do cartão de crédito.

2 – Controle suas despesas

Diminuir as despesas é importante para quem quer aprender como economizar dinheiro.

Despesas você sempre vai ter. Pode ser algo simples, como a conta do telefone, de luz ou de água. O detalhe é que há como mantê-las sob controle. Se você notou – depois de conhecer seus gastos e ganhos – que pode estar vivendo para pagar contas, pense no que pode ser feito para controlar isso.

Há algo que pode ser cortado da conta do cartão de crédito? Você precisava mesmo ter feito aquela compra de alto valor? Faça uma análise e marque na sua planilha, em amarelo, aquilo que é supérfluo e pode ser cortado nos meses seguintes.

Quanto às contas fixas mensais, água, luz, telefone e internet, veja se é possível reduzir seus valores. Sua operadora oferece um plano de telefone e internet mais em conta? Pense na possibilidade de trocar. Já em relação a água e luz, veja se você pode diminuir o uso de alguns eletrodomésticos ou o tempo do banho, por exemplo.

3 – Faça um planejamento

Planejamento ajuda não apenas a realizar sonhos, como a aumentar a renda e consequentemente economizar dinheiro.

Fazer um planejamento também ajuda quem está tentando descobrir como economizar dinheiro. O motivo? Você tem listado tudo que realmente precisa de investimento, para onde seus ganhos serão direcionados. Aposentadoria, compra de um imóvel, faculdade dos filhos, um intercâmbio fora do país são alguns exemplos.

São objetivos que você gostaria de alcançar e para isso vai precisar de um plano com o direcionamento para chegar lá. Nesse planejamento, anote não apenas a meta final, mas o que você vai fazer para alcançá-la: viajar menos, comer em casa em vez de comer fora, usar o cartão de crédito apenas para compras maiores e essenciais.

Anote também se você terá como ganhar mais dinheiro. Por exemplo, uma forma de realizar seus objetivos é através de renda extra e você escolheu aplicar o valor guardado na poupança em ações e títulos do banco.

4 – Pague suas contas em dia

Pagar as contas em dia ajuda você a se manter livre de dívidas e a acompanhar melhor como ficará o orçamento dos meses seguintes.

Suas contas estão em dia? Caso ainda não estejam, comece a se organizar para deixar tudo em ordem. O ideal é pagar assim que receber, antes mesmo do vencimento e de gastar seus ganhos em outras coisas.

Se você sabe que terá dinheiro em conta sempre no quinto dia útil do mês, tente se programar para pagar todas as contas já no dia seguinte. Perdeu o prazo de algum boleto? Pague assim que notar que está vencido, para evitar o aumento dos juros.

Para facilitar, anote em algum lugar o vencimento de tudo que precisa ser pago no mês. Pode ser no próprio celular, como um alerta. Assim não há risco de esquecer.

E se você notou que seus gastos estão abaixo dos seus ganhos, considere a ideia de deixar tudo no débito automático. Apesar disso, fique sempre de olho na sua conta, para conferir se todos os boletos foram debitados corretamente.

5 – Agende suas contas fixas

O agendamento de contas ajuda a ter melhor controle sobre os gastos e evita atrasos nos pagamentos. Fonte da imagem: lawini.com.br.

Como você leu anteriormente, existem algumas contas que vão fazer parte do seu dia a dia. É possível reduzir seus valores, mas não as retirar da lista de gastos do mês. Para facilitar, você tem a opção de colocar as contas fixas no débito automático. Assim, ficam agendadas e você já sabe que um determinado valor será debitado da sua conta-corrente.

O cuidado aqui passa a ser em conferir se os boletos estão sendo mesmo cobrados e se há dinheiro disponível em conta. Para evitar problemas, sempre considere que, dentro do valor em conta, é preciso reduzir tudo que cai em débito automático.

Você vai perceber que, se seguiu a ideia da planilha (da primeira dica), fica mais fácil esse controle, pois dá para saber quanto está entrando e quanto está saindo de dinheiro. Mesmo no débito automático, você recebe por SMS, e-mail ou até em papel a conta, apenas para conferência de valor. Já anote na planilha!

6 – Procure uma renda extra

Já pensou em ter uma renda extra? Mais ganhos significa maior possibilidade de economizar e até de poupar dinheiro.

A princípio, pode parecer estranho, mas ter uma renda extra vai ajudar você a economizar dinheiro. E essa dica é muito válida para quem percebeu que não há mais onde fazer corte de custos, que todos os seus gastos são essenciais e não há nada supérfluo.

Se isso aconteceu com você mesmo estando todos os custos dentro do quanto você ganha, pense em buscar por renda extra. Calma! Não significa que você terá que se jogar de cabeça em outro emprego ou trabalhar mais.

Você pode ter ganhos extras em outras situações mais simples como o aluguel de um imóvel – ou de um quarto do seu, através do AirBnb –, investir em ações ou outras aplicações financeiras, vender algo que não utiliza mais, trabalhar como freelancer e até mesmo dirigir por aplicativos como Uber ou Cabify.

Há muitas alternativas para quem quer ter dinheiro extra e basta pesquisar aquela que mais se encaixa ao seu perfil e rotina.

7 – Compre à vista

Compras à vista evitam o aparecimento de contas que vão fazer parte do seu orçamento nos próximos meses.

Você pode continuar a fazer compras, mas pare imediatamente de comprar pequenos valores no crédito. E se for algo mais caro, veja se é possível pagar à vista, em uma única parcela. Qualquer produto ou serviço pago no crédito vira uma conta para o mês seguinte. Algo que você já consumiu, mas ainda está pagando.

O cartão de crédito não é seu inimigo, mas o parcelamento deve ser usado apenas para valores muito altos e, ainda assim, evite uma enorme quantidade de parcelas. No mais, pense sempre em comprar à vista. Em dinheiro ou no débito.

E, antes de fazer a compra, vale fazer aquela análise se realmente você precisa daquilo. Se a resposta for “sim”, veja se a necessidade é imediata. No entanto, você vai ler mais sobre isso nos tópicos “Evite o impulso” e “Compare preços”.

8 – Invista

Investir se tornou uma forma prática de aumentar seus ganhos e, consequentemente, economizar mais.

Fazer investimentos ajuda a economizar dinheiro. Parece estranho para você? Não se preocupe que a resposta é simples. Se você passa a se dedicar a investir, vai querer direcionar um maior valor, para que o retorno seja também mais alto.

Caso nunca tenha investido anteriormente, saiba que todos têm um perfil de investidor. Você só precisa descobrir qual é o seu. Inclusive, ações – apesar de serem mais conhecidas – não são sua única opção. E sempre há alguém especializado em carteira de investimentos com quem você poderá contar. Em alguns casos, o próprio gerente do banco.

No começo, você pode aplicar valores mais baixos, principalmente se percebeu que seus ganhos e gastos estão bem próximos um do outro.

9 – Quite suas dívidas

Não fique acorrentado às dívidas! Quitá-las é importante na tarefa de como economizar dinheiro.

As dívidas não são boas aliadas de quem quer economizar ou até mesmo ganhar mais. A tendência é que sempre aumentem e, quando você perceber, estará com mais contas a pagar do que dinheiro a receber.

Para evitar esse problema, procure quitar suas dívidas o quanto antes. Tem parcelamentos no cartão? Considere antecipar parcelas. Muitas operadoras oferecem descontos quando ocorre esse adiantamento.

Está no crédito rotativo? Ligue para a empresa de cartões – ou para o seu banco – e faça uma renegociação. Assim, você sabe exatamente quando vai se livrar dessa conta. Outras dívidas, como o pagamento de um imóvel ou carro, também podem ter suas parcelas adiantadas.

Considere usar décimo terceiro ou qualquer outro valor extra que você receber para resolver essas contas pendentes. Aproveite para unir essa dica com a de fazer compras à vista (evita a formação de outros parcelamentos), controlar suas despesas e buscar por renda extra.

Você vai conseguir bons resultados e logo estará economizando bastante dinheiro!

10 – Evite o impulso

Compras por impulso muitas vezes levam a gastos desnecessários e até mesmo a dívidas.

As compras por impulso geralmente são supérfluas. Acontecem em um momento em que você vê algo que acha interessante e no fim acaba nem usando ou usa poucas vezes o produto. Todo cuidado é pouco e o impulso, mesmo em compras consideradas úteis, pode fazer você gastar mais do que deveria.

Para evitar o impulso vale se fazer as perguntas: esse produto/serviço é urgente e preciso dele agora? O valor que está sendo cobrado está dentro do meu orçamento? Trata-se de algo útil ou supérfluo?

Responda para si mesmo(a) sempre com sinceridade e faça a compra apenas se constatar que não há como esperar (e, nesse caso, você pode seguir a próxima dica, de comparar preços) e que é algo que tem utilidade para você.

Preste atenção, também, a determinadas épocas do ano, como Natal, Páscoa, Dia das Mães ou Pais e a famosa Black Friday. É um período em que costuma haver promoções, o que pode gerar compras impulsivas e desnecessárias!

11 – Compare preços

Quem compara preços sempre consegue encontrar um valor que cabe em seu orçamento e poupa dinheiro.

Existem coisas que você terá que comprar. Quem dera fosse possível viver sem precisar consumir, mas não é assim que tudo funciona. Mesmo os alimentos você necessita adquirir.

Como não há como fugir da ideia de comprar, você pode – juntamente a evitar impulsos – comparar preços. Um mesmo produto ou serviço terá valores diferenciados e a pesquisa será sua aliada para encontrar algo mais em conta.

Se você está fazendo compras pela internet, vale a pena usar o “Google Shopping”, que vai mostrar o local mais barato para o que você está procurando. Vai passar em lojas físicas? Pesquise em várias e não adquira o produto logo na primeira.

Compare os preços e veja o que se encaixa melhor no seu orçamento. Em serviços, por exemplo, em alguns casos é interessante pagar mais, pois o valor se relaciona à qualidade oferecida. Já com produtos de uma mesma marca ou equivalentes, você pode considerar fechar negócio com a loja que oferece o valor menor.

Viu como economizar dinheiro não é uma missão assim tão difícil? Comece ainda hoje a seguir essas dicas!

Aproveite e compartilhe esse artigo nas suas redes sociais, assim mais pessoas vão descobrir o segredo para economizar dinheiro!

Simule seu empréstimo