Blog Simplic

22 abril 2019

Entenda como funciona o empréstimo imobiliário

Na hora de comprar uma casa ou apartamento, existem algumas opções de pagamento disponíveis no mercado. A verdade é que são raros os casos em que alguém tem o valor total de imóvel para conseguir pagar à vista. Muitas vezes, será preciso contar com um empréstimo ou consórcio imobiliário.

Como funciona o consórcio imobiliário?

O consórcio imobiliário é uma modalidade de compra diferente do financiamento, porém é feita também junto a uma instituição financeira.

Um consórcio imobiliário é um serviço oferecido por uma instituição financeira, no qual a pessoa interessada passa a fazer parte de um grupo de consorciados e paga todos os meses uma parcela. A cada mês, ocorre um sorteio e uma quantidade “x” de pessoas que investiram no consórcio podem ser sorteadas, recebendo uma carta de crédito que lhes permite realizar a compra do imóvel tão sonhado.

A ideia é economizar e existem diversos planos e prazos que são disponibilizados, tanto que esse tipo de empréstimo é bastante útil para quem não tem pressa em adquirir a casa própria.

Principais vantagens

Quem optar por um consórcio imobiliário conta com algumas vantagens, como:

1. Fugir dos juros

Ao se fazer uma comparação entre os juros de um empréstimo ou financiamento, o consórcio sai na frente, oferecendo parcelas mais em conta, que podem evitar o aperto financeiro.

2. Disciplina financeira

O consórcio também é uma ótima forma de ajudar a poupar, principalmente para quem tem dificuldades em guardar dinheiro. Você sabe que irá destinar o valor “x” exclusivamente ao pagamento do serviço, que vai possibilitar adquirir um imóvel.

3. Flexibilidade

Você pode pagar as parcelas mensalmente e aproveitar aqueles meses em que recebe um pouco mais de dinheiro, como nas épocas de férias ou ao sair o décimo terceiro.

Se você trabalha em empresas que pagam comissão ou premiações, também vai poder aproveitar o dinheiro que receber a mais e pagar o consórcio, aumentando suas chances de ser sorteado.

4. Pagar taxas e impostos

Alguns consórcios permitem que você use até 10% do valor da carta de crédito para pagar seguros, registros e até tributos. A condição principal é que as despesas estejam relacionadas com o imóvel adquirido.

5. Compra planejada

Você define o quanto quer investir e sabe exatamente quanto tempo pode levar até adquirir a carta de crédito e realizar a compra de sua casa ou apartamento.

6. Opções de prazo e parcelamento que se encaixam no seu bolso

Quando comparado com outros tipos de empréstimo, o consórcio oferece mais opções de prazo e parcelamento. Em média, você pode levar até duzentos meses (ou pouco mais de 16 anos) para realizar o pagamento das parcelas. Em um financiamento, esse tempo poderia ser muito menor.

7. Uso variado

Muitas pessoas acreditam que o consórcio imobiliário pode ser utilizado apenas para compra de imóveis. Porém, a verdade é que você pode usar o consórcio também para reformas e para quitar um financiamento (de imóveis).

Como fazer este tipo de consórcio

Para fazer este tipo de consórcio, é preciso buscar uma instituição financeira e conversar com um responsável pelo serviço. Em seguida, é preciso ter em mente que as opções de crédito variam, de acordo com o imóvel escolhido.

Em média, os imóveis ou terrenos precisam estar dentro do valor situado entre R$ 70 mil e R$ 700 mil. As parcelas variam, mas é possível fazer uma simulação, para ter uma ideia do quanto você terá que pagar. Você terá até 200 meses para pagar o valor total do consórcio.

Os primeiros 12 meses têm parcelamento mais alto, do 13º ao 24º mês, as parcelas diminuem um pouco e a, partir do 15º mês, o valor pago ao consórcio fica ainda menor.

Qualquer pessoa acima de 18 anos poderá fazer um consórcio imobiliário, porém, é importante lembrar que se trata de um compromisso financeiro de longo prazo. Sendo assim, sempre verifique e invista em algo que cabe no seu bolso.

Para ser um consorciado, basta escolher um valor de crédito que esteja dentro do seu orçamento e do valor do imóvel desejado. Faça uma simulação primeiro, para ter uma ideia de quanto vai desembolsar. Em seguida, é só entrar em contato com a instituição financeira responsável. Em alguns casos, é possível, inclusive, realizar a compra diretamente pelo site.

Riscos de fazer um consórcio

Assim como qualquer situação que envolva aplicar dinheiro, o consórcio imobiliário também possui riscos.

Apesar de ser interessante, principalmente em relação ao valor pago, quando comparado a outros empréstimos, é preciso ter alguns cuidados e levar em conta os riscos envolvidos no consórcio imobiliário:

1. Depender da sorte

Um dos principais riscos a serem levados em conta, ao apostar em um consórcio, é que você irá depender da sorte, para ser sorteado e receber a carta de crédito. Enquanto isso não acontece, você pode levar anos para conseguir finalmente adquirir o imóvel.

2. Custo de espera

Quem está pagando aluguel e pretende comprar a casa própria com o objetivo de deixar esse custo de lado, pode não ver tanta vantagem no consórcio. Afinal, irá arcar com um custo de espera. Enquanto não é contemplado – ou não finaliza o pagamento do consórcio – terá que pagar duas dívidas: o aluguel e o consórcio.

3. Inadimplência no grupo de cotistas

Diferentemente dos financiamentos, em que o risco é assumido pelo banco, aqui o risco é assumido pelo grupo de cotistas do empréstimo. Ou seja, você pode até estar pagando as parcelas em dia, mas lida com o risco de outras pessoas que fazem parte do seu grupo ficarem inadimplentes.

4. Quebra da empresa de consórcios

É importante verificar qual empresa está oferecendo o consórcio. Há casos em que a empresa quebra e todos os cotistas saem perdendo, pois não têm como reaver o dinheiro que foi investido. O ideal é apostar em instituições financeiras que são mais conhecidas, principalmente na área dos consórcios.

Ficou alguma dúvida?

Você conseguiu ter percebido que, apesar de possuir algumas vantagens, o consórcio imobiliário não é indicado para todas as pessoas. Sem contar que possui alguns riscos diferentes, que envolvem os outros consorciados.

Caso tenha ficado alguma dúvida sobre o assunto, deixe sua pergunta nos comentários. Aproveite, também, para compartilhar esse artigo em suas redes sociais, para que mais pessoas entendam melhor como funciona o consórcio de imóveis.

Simule seu empréstimo