Blog Simplic

13 abril 2018

Como limpar o nome: dicas para você sair da inadimplência

Você está com o nome sujo? Saiba que não está sozinho: segundo estimativa do SPC Brasil, 67,7 milhões de brasileiros estão na mesma situação. O número representa 40% da população adulta do país. E no último ano, apesar da aparente melhora na economia, essa complicada taxa só cresceu. No início de 2018, a quantidade de pessoas com nome inscrito nos órgãos de proteção ao crédito e com contas em atraso aumentou 2,10% em comparação com janeiro de 2017. São pessoas como você, que acabaram se apertando em meio as contas e precisam de uma solução para sair do vermelho e tirar o CPF da condição de negativado.

 

Pensando nisso, a Simplic separou algumas dicas para ajudar você a limpar o seu nome, tirou as principais dúvidas sobre o assunto e ainda mostrou como se manter longe de novas dívidas. Continue lendo e confira!

 

Como limpar o nome?

 

1 – Consulte seu CPF

A primeira coisa que você deve fazer se desconfia que tem o nome sujo é confirmar se você está realmente negativado, consultando o seu CPF. Muita gente está negativada e nem sabe! Mas pode ficar calmo, descobrir se esse é o seu caso é muito simples, basta acessar o site SerasaConsumidor ou o aplicativo que leva o mesmo nome. Ao checar o seu CPF, você já consegue ver também para quem está devendo e qual o valor. É tudo muito rápido, fácil e você não precisa pagar nada.

 

> CONSULTE SEU CPF ONLINE GRÁTIS!

 

Existem ainda outras opções para saber qual a sua situação:

 

  • Por carta, solicitando a consulta do CPF. Para isso, você deve enviar o número do seu CPF, nome completo e RG, além das cópias desses documentos e assinatura com firma reconhecida em cartório. A carta deve ser enviada para a Rua Episcopal, 2005, Centro, São Carlos – São Paulo – 13560-000.
  • Indo até uma agência do Serasa você também pode saber se está com o nome sujo. São mais de 30 unidades espalhadas pelo país. Você pode saber se existe uma pertinho da sua casa no site da instituição.

 

2 – Quanto e para quem você deve?

Depois de descobrir que seu nome está cadastrado em um órgão de proteção ao crédito, a única maneira de resolver de vez essa situação é quitando a sua pendência financeira. Ao fazer a consulta, você já consegue saber também para quem você está devendo e também o valor total. Mas, antes de procurar o credor, tente levantar os documentos que comprovam sua dívida e saiba o valor inicial que você deixou de pagar. Com isso em mãos, você consegue identificar o CET, que é o Custo Efetivo Total. O valor mudou pois a partir do momento que você deixou de pagar sua conta, somaram-se a ela os juros, multas, taxas para cheques sustados e custas cartoriais para o caso de protestos, além de outros encargos. Lembre-se: quanto mais tempo passar, maior será o total a ser pago.

 

3 – Antes de pagar

Depois de saber o total da sua dívida, você deve fazer um levantamento da sua atual situação financeira para ver como irá pagá-la. Anote todos os seus gastos fixos mensais e confira quanto do seu orçamento pode ser comprometido para quitar a pendência. Consegue pagar à vista? Ótimo! Aproveite e, na hora de falar com o credor, negocie um desconto. Agora, se o valor não cabe no seu orçamento para ser pago de forma integral, é hora de fazer uma renegociação da dívida. Peça ao credor uma proposta para fazer o pagamento de forma parcelada. Não tenha receio, pois também é do interesse dele que você se livre de vez dessa dívida! Fique calmo e não tenha pressa para fechar o negócio. Com a proposta por escrito em mãos, tire um tempo para pensar e ver se aquela parcela realmente cabe no seu orçamento. E não precisa aceitar a primeira proposta! Tente acertar uma forma que fique igualmente positiva para as duas partes. Depois que chegarem a um acordo, basta assinar o contrato de negociação e começar a pagar as parcelas.

 

É importante saber!

A partir do primeiro dia do atraso no pagamento de uma conta, o credor já pode buscar uma empresa que administra cadastros de inadimplência, como SPC, Serasa ou Boa Vista SCPC. Mas antes do seu nome ficar “sujo”, essas instituições são obrigadas por lei a enviar uma carta ao devedor informando que ele tem 10 dias corridos para quitar a dívida ou tentar negociar antes de incluí-lo na lista de maus pagadores. Caso a pendência não for regularizada dentro do prazo, o CPF é cadastrado nessa base de inadimplentes.

 

O que acontece se estou com o nome sujo?

A inadimplência é um pesadelo para muita gente, mas nem todos sabem de fato o que isso pode trazer realmente de prejuízo na prática. Mas é bastante simples de entender: quando você pede crédito a alguma empresa, seja para fazer um cartão, financiamento ou até comprar algum produto parcelado, ela precisa ter a certeza de que você irá honrar esse compromisso e pagar as parcelas corretamente. Para isso, ela recorre à análise do seu crédito por meio do seu score. Ele traz todo o seu histórico financeiro, como se fosse um currículo que comprova que você é um bom pagador. Caso sua pontuação não seja tão alta, isso pode indicar que você não costuma pagar suas contas em dia. Além disso, é feita a consulta do seu CPF nos órgãos competentes para ver se você está negativado. Ou seja, se estiver com nome sujo, é pouco provável que alguém conceda crédito a você.

 

> EMPRÉSTIMO ONLINE PARA NEGATIVADO. SIMULE GRÁTIS AGORA!

 

Depois de pagar suas dívidas, melhorar a pontuação no score fica mais fácil. A Simplic já ensinou algumas dicas aqui no blog: ter um histórico, deixar as contas em dia e manter seu Cadastro Positivo atualizado. Quer saber melhor como colocar tudo isso em prática? Então veja o que já mostramos por aqui sobre o Serasa Score e aprenda como aumentar sua pontuação.

 

A dívida caduca?

Muita gente cultiva dívidas antigas acreditando que ela irá prescrever ou caducar após 5 anos. Essa meia-verdade acabou se espalhando por aí, mas a realidade não é bem assim. Depois que seu nome vai parar na lista de maus pagadores, segundo o Código de Defesa do Consumidor, ele deverá ser limpo automaticamente após 5 anos. Essa é a parte verdadeira da história: mesmo que a dívida não seja quitada, o seu CPF volta a ficar como antes, passado esse período. O que esquecem de contar é que a pendência não deixa de existir e você não está liberado de fazer o pagamento. O seu nome irá sair, sim, do cadastro de negativados, mas o valor que você deve não foi pago, permitindo que a empresa continue cobrando pela dívida.

 

E tem mais: o seu nome só está fora do órgão de proteção ao crédito. Se você ficou devendo a um banco, por exemplo, ele pode guardar essa informação e dificultar empréstimos mesmo tendo passado os 5 anos. É bom lembrar que o mercado tem ferramentas hoje para controlar seu histórico como consumidor – o chamado score – e isso pode acabar prejudicando você no futuro. Ao tentar pedir um empréstimo em algumas instituições, financiamentos ou qualquer outro tipo de produto bancário, seu currículo financeiro irá mostrar que você tem uma dívida e, mesmo que já tenha sido “prescrita”, ela será levada em conta e pode ser uma barreira na hora de conseguir a aprovação do crédito. Fora a dor de cabeça que você enfrentará no período de 5 anos. Então, se você está pensando em deixar a dívida caducar, saiba que isso não é uma boa ideia. Quite o quanto antes, pague juros menores e fique livre desse problema de uma vez por todas. Estar com o nome sujo nunca vale a pena!

 

> SIMPLIC – EMPRÉSTIMO PARA NEGATIVADO. SIMULE GRÁTIS AGORA!

 

Fique longe de novas dívidas!

Você já sabe como é ruim ficar com o nome sujo, não é mesmo? Agora, com a sua dívida paga ou negociada, é hora de tomar um novo rumo na sua vida financeira. Para isso, você deve estar sempre muito atento para não acabar com novas dívidas. E isso é simples! Basta seguir algumas dicas que a Simplic separou para você!

 

  • Anote todos os seus gastos para ter total controle sobre o seu orçamento, desde contas fixas até aquele cafezinho que você toma na padaria. Papel e caneta, planilha no computador ou aplicativo no celular: não importa a escolha, o que realmente é essencial é ter sempre noção de onde o seu dinheiro está sendo gasto.
  • Dê preferência sempre ao pagamento à vista. Assim, você não corre o risco de assumir parcelas que talvez não tenha condições de pagar lá na frente. Outro bom motivo de optar pagar com dinheiro na mão é poder pedir aquele desconto especial!
  • Quer comprar algo? Seja realista com você mesmo. É uma necessidade ou apenas um desejo? Se não for essencial, deixe para outro momento, quando o orçamento já estiver reequilibrado. E, antes de adquirir qualquer coisa, não deixe de fazer a você mesmo três perguntas importantes: “preciso?”, “tenho como pagar?” e “tem que ser agora?”. Se responder “sim” para todas as perguntas, vá em frente e compre. Agora, se você disse não ou ficou em dúvida, é melhor pensar um pouco mais.
  • Não deixe de ter uma reserva para emergências. Ela é muito importante para não deixar você na mão em caso de imprevistos e evita que você acabe se endividando por não estar preparado quando mais precisa. Para entender melhor como fazer essa economia para evitar dores de cabeça em situações inesperadas, veja um conteúdo especial que fizemos sobre o assunto clicando aqui. Não deixe de colocar nessa poupança também os ganhos extras, como décimo terceiro e PIS.

 

Agora você já sabe como consultar se o seu nome está sujo, como sair dessa situação, quais são as consequências e ainda viu algumas dicas de como se manter longe desse problemão. Procure saber se você está na condição de negativado, busque resolver sua pendência e coloque sua vida financeira em ordem!

 

Solução para quem está negativado

Nós, da Simplic, entendemos que estar inadimplente é uma situação bastante complicada e delicada. E é por isso que oferecemos também crédito para negativado. Isso mesmo: empréstimo para quem está com o nome sujo. Seja para resolver um imprevisto que surgiu ou até mesmo quitar essa dívida que está tirando o seu sono, nós estamos aqui para resolver de forma descomplicada o seu problema. Empréstimo pessoal online, fácil e rápido. Chega de papelada, filas e ainda o constrangimento de ter seu pedido negado por estar com o nome sujo. Aqui, tudo é mais tranquilo e seguro. Venha conhecer mais sobre a Simplic e surpreenda-se! FAÇA AGORA UMA SIMULAÇÃO GRÁTIS.

 

Se é simples, é Simplic. 😉

Simule seu empréstimo